GRAFENO: O Material do Futuro?!

GRAFENO: O Material do Futuro?!

Grafeno, considerado o material do futuro, o material mais resistente do mundo, quase transparente, extremamente fino, excelente condutor de eletricidade e até 200x mais resistente que o aço. Desde a sua descoberta, os cientistas dizem como o grafeno mudara o mundo, mas cadê ele?

💸 Curso que eu recomendo para Ganhar Dinheiro na Internet: https://go.hotmart.com/Y50235819M

 

O Grafeno prometeu compor as baterias do futuro, construir um elevador pro espaço, coletes a prova de balas mais leves e eficientes. Aqui você vai ver como funciona o grafeno, como produzir o grafeno através do grafite e como andam os avanços tecnológicos dessa tecnologia.

 

00:00 O GRAFENO
02:12 Qual o segredo do grafeno?
06:13 Por que não deu certo ainda?
08:53 Como os estudos estão evoluindo?
13:15 Esperança para o futuro ou promessa eterna?
15:25 E o Brasil?

 

Um material leve, transparente, resistente, versátil e um excelente condutor de eletricidade.

Você já sabe que estamos falando do grafeno. Material que a quase duas décadas é tido como promessa, mas que até então pouco temos visto de seu uso em produtos do dia a dia.

Celulares superpotentes, elevadores para o espaço e coletes à prova de balas são apenas algumas das possibilidades que a comunidade científica tem quanto ao grafeno.

E, impulsionadas pelo poder da imprensa, essas histórias acabaram agitando cada vez mais pessoas ao redor do mundo.

O que não é de se espantar, de acordo com o portal Graphene-Info, o grafeno possui a espessura de apenas um átom o, é o material mais fino já descoberto, e é aproximadamente 200 vezes mais forte que o aço.

Ele também absorve apenas 2,3% da luz visível, o que o torna muito transparente a olho humano. Além disso, é um excelente condutor de luz e calor.

São muitas vantagens para um único composto e é isso que o torna quase mágico. Seu uso pode ser revolucionário tanto em áreas como a biomedicina e engenharia quanto nas composições de roupas futurísticas.

Por isso o material é considerado uma das próximas revoluções tecnológicas, podendo potencialmente desenvolver celulares mais resistentes, baterias melhores e até aviões mais seguros.

Não é à toa que acreditam em seu potencial para revolucionar a tecnologia e mudar o mundo.

O problema é que os rumores começaram em 2004 e até o momento muitas de suas aplicações não são viáveis fora dos laboratórios, o que deixou todo mundo querendo saber:

O que aconteceu com o grafeno? O que faz do grafeno tão especial? Porque as promessas ainda não foram cumpridas?

Essas e outras perguntas vocês fizeram lá no vídeo sobre as baterias, e é exatamente o que vamos responder nesse vídeo!

Quer criar um negócio online, aqui no Youtube, instagram ou fazendo anúncios online? Então confere o primeiro link na descrição.

O principal segredo do grafeno está em como ele é formado. O material possui apenas carbono em sua composição. O que diferencia ele de outros materiais que também são compostos apenas por carbono,

como o grafite, é a forma que os átomos são organizados em sua estrutura. Enquanto o grafite é feito por várias camadas de carbono, uma em cima da outra, o grafeno é formado por apenas uma.

É inclusive por isso que o grafeno é obtido através do grafite.

Os estudos teóricos com o grafeno começaram lá em 1947, quando o composto foi descoberto por Philip Russel Wallace.

Mas foi somente em 1962 que os químicos Ulrich Hofmann e Hanns-Peter Boehm começaram a pensar na aplicação prática do material.

A questão é que eles tiveram dificuldade em conseguir o grafeno sozinho, sem a presença do grafite, e era impossível avançar nos estudos sem conseguir isolá-lo da maneira correta.

Mas, em 2004, os físicos Andre Geim e Konstantin Novoselov, cientistas da Universidade de Manchester, descobriram uma maneira incrivelmente simples de isolá-lo.

Eles perceberam que o grafeno poderia existir por si só e funcionava muito bem assim.

You May Also Like